• A+
  • A-
Marca do Programa USP e as Profissões Marca da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária
Fechar

Engenharia Naval – São Paulo

Exatas

Acesso aos Canais

Programação

  • Dia 02 às 10:35

    Atividade: Bate-Papo Título: A Engenharia Naval na Escola Politécnica
    Participantes: Profs. Drs. Gustavo Assi | Kazuo Nishimoto | André Bergsten -
  • Dia 03 às 10:35

    Atividade: Bate-Papo Título: A Engenharia Naval na Escola Politécnica
    Participantes: Profs. Drs. Gustavo Assi | Kazuo Nishimoto | André Bergsten -

Descrição do Curso

Nos anos iniciais, o Curso de Engenharia Naval compartilha disciplinas de formação básica com os demais cursos da Escola Politécnica. Na parte intermediária, valoriza-se a formação em fundamentos da Engenharia, com encaminhamento para as disciplinas mais específicas da habilitação profissional, na segunda parte do curso. No último ano, há a realização de Projeto de Formatura e de disciplina de estágio supervisionado obrigatório. O curso inclui disciplinas optativas, permitindo a participação do aluno na concepção de sua formação e valorizando a multidisciplinaridade.

Para formar profissionais qualificados, o curso de Engenharia Naval da Escola Politécnica adotou uma estrutura curricular que privilegia a visão sistêmica, com formação sólida em ciências da engenharia, e ao mesmo tempo diversificada. O curso procura propiciar ao aluno sua inserção em diferentes contextos de aprendizado, que envolvem a interação com outras escolas de engenharia, principalmente do exterior, e a participação em eventos científicos e tecnológicos da comunidade naval e oceânica.

Infraestrutura

Os alunos dispõem, dentre outras instalações e equipamentos, de Laboratório de Engenharia Naval, de Oficina de Modelos, de Biblioteca, de Sala de Recursos Computacionais.

Inserção Profissional

O Engenheiro Naval possui competências para atuar nos seguintes setores e em áreas correlatas: Projeto e Construção Naval; Transporte e Logística; Indústria Offshore de Petróleo.
Além dos conhecimentos específicos da área, a habilidade para abordagem sistêmica de problemas tecnológicos e o conhecimento sólido de Ciências da Engenharia são valorizados na formação do Engenheiro Naval da Escola Politécnica, conferindo ao egresso flexibilidade para atuar em pesquisa e desenvolvimento, em projeto, em gestão, em acompanhamento de construção, em fiscalização, e em outros nichos da atividade profissional.

A principal característica do Engenheiro Naval é o seu conhecimento abrangente e sistêmico para solucionar os problemas da indústria marítima, de maneira integrada com as demais demandas da sociedade. Além disso, a formação social do engenheiro, uma das vertentes do curso, é contemplada por meio de uma grade curricular flexível, com créditos optativos livres, estimulando ao aluno a conduzir de forma responsável a sua formação, principalmente com disciplinas da área das ciências humanas.

Onde estudar?

  • POLI - Escola Politécnica
    integral 39 vagas bacharelado
    - Ampla Concorrência: 19 vagas
    - Escola Pública: 12 vagas
    - PPI: 8 vagas
    Duração: 10 semestres